Prejuízo?

Todo cristão sabe (ou deveria saber) que apesar de termos foco na vida eterna, o trabalho aqui não pode ser esquecido, trabalho este que ficou conhecido como “amar o próximo”. Temos que dar nossa vida pelos pobres, desamparados órfãos e viúvas. Isaías falou sobre o verdadeiro jejum, Tiago sobre fé x obras e Jesus demonstrou qual caminho devemos seguir.

Um grande problema do cristianismo hoje é que achamos que devemos ganhar o mundo (e com isso não quero dizer pessoas, quero dizer bens materiais) esse capitalismo desenfreado nos alcançou e tem nos vencido, não nos parecemos muito com a igreja de atos (Atos 4: 32-37), e isso é um grande problema.  Em hebreus 10: 33-34 diz:

“Algumas vezes vocês foram expostos a insultos e tribulações; em outras ocasiões fizeram-se solidários com os que assim foram tratados. 

Vocês se compadeceram dos que estavam na prisão e aceitaram alegremente o confisco dos próprios bens, pois sabiam que possuíam bens superiores e permanentes”

Não quero que você pense que não podemos ter uma vida boa, mas temos que ter certeza que os mandamentos de Jesus venham em primeiro lugar. “Eles aceitaram alegremente o confisco dos próprios bens”, será que os cristãos hoje também aceitariam? Ou iriam pensar que foi algum tipo de maldição ou pecado ou qualquer outra coisa? Deveríamos pensar mais em perder “o mundo” e os seus prêmios, para ganhar “o que realmente importa” pois quando ganhamos a Cristo conquistamos bens superiores e permanentes!

Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo

Filipenses 3:8

Para mim tem sido uma luta colocar Jesus em primeiro lugar, tenho lutado contra esse desejo do “ter” todos os dias. As vezes me pego pensando se viver para Cristo seria um prejuízo e pode de certa forma até ser, mas não posso esquecer para o que fui chamado (e você também não, meu amigo)

“O céu pagará qualquer prejuízo que possamos sofrer para ganhá-lo; mas nada pode pagar o prejuízo de perdê-lo.”

Richard Baxter

Vamos então correr, mas correr a corrida para vencer, e assim alcançar o grande prêmio de conhecer a Cristo e ser conhecido por Ele!

Com amor,

Pedro Mota

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s